domingo, 10 de junho de 2012

Semana de Romance: O PASSADO ESTEVE AQUI


“O PASSADO ESTEVE AQUI” de STELLA CARR.

          Você acredita em máquina ou em algo que permite uma pessoa viajar no tempo, voltar no passado ou conhecer o futuro, previamente? Na literatura e no cinema várias histórias nos apresentam essa possibilidade. É sempre uma verdadeira viagem. Parece absurdo, típico de histórias de ficção cientifica, mas pode ser também uma linda história de amor. Stella Carr faz essa proposta em seu livro “O passado esteve aqui”. A autora nos leva a mergulhar numa história de paixão, de delicadeza, onde os valores do passado e do presente se entrechocam, fazendo-nos refletir sobre os nossos verdadeiros sentimentos. Aqui as emoções verdadeiras atravessam o tempo, se eternizam e é através de uma simples fotografia que tudo acontece. Teria sido o flash da máquina que mexeu no tempo ou a necessidade de um homem compreender seu verdadeiro amor?

Agora é só ler e conferir! Boa leitura!


Postado por Uiara Aimê

SEMANA DOS NAMORADOS



 
Na semana dos namorados, nós, Ao Pé da Letra, convidamos os visitantes e membros do blog, a viajar no universo romanesco literário. Histórias de amor e paixão serão apresentadas e sugeridas como leituras para vocês. Várias obras e autores, personagens e experiências amorosas, farão parte de nossa semana. 


Boas leituras e Feliz Semana dos Namorados!!!



Postado por Uiara Aimê

Apple recua e adia entrada da iBookSore no Brasil





Parece que quem esperava o lançamento da iBookStore no Brasil ainda para o primeiro semestre vai ter que aguardar um pouco mais.

De acordo com informação publicada pelo Jornalista Lauro Jardim no site da revista Veja, a Apple pisou no freio em seus investimentods no Brasil devido à complexidade da tributação brasileira, que teria assustado os americanos.

Os executivos da empresa estariam dispostos a propor às editoras brasileiras a venda dos seus e-books na iBookStore americana.

Vamos acompanhar o desenrolar dessa história.

Com Informações da revista Veja.

Por: Tyronilson Vasconcelos

Notíticas relacionadas:


sábado, 9 de junho de 2012

Biógrafa de Luiz Gonzaga participa de seminário no Recife

                               

Livro religioso para crianças

Padre Marcelo Rossi Autografa Livro Agapinho em Recife

O livro é uma releitura para crianças da obra Ágape lançada o ano passado e que já vendeu mais de 7 milhões de exemplares. O Agapinho chegou as livrarias de todo o Brasil em 16 de Abril e foi escrito pelo Padre Marcelo Rossi, que buscou inspiração em 12 passagens do Evangelho de São João transformando-as em orações.

A Livraria Cultura vai promover uma tarde de autógrafos, nesta terça, a partir das 14h, no Shopping Paço Alfândega, Centro do Recife. Entrada gratuita.


 
Reprodução

Postado por: Danilo Marques

sábado, 2 de junho de 2012

Resultado da Enquete do mês de Maio

            No mês de maio realizamos uma enquete. O objetivo era saber como anda a prática de leitura dos nossos e membros e visitantes do blog. O resultado segue abaixo:


Enquete do mês de Maio: Entre janeiro e abril, quantos livros você leu?


Opção:
Resultado
02 livros
50%
03 livros
25%
05 livros ou mais
8%
Nenhum livro
16%


             Agradecemos a todos que participaram, pois para nós do blog Ao Pé da Letra é importante conhecer melhor cada um de vocês e saber que tipo de dica literária podemos oferecer.

O nosso MUITO OBRIGADO!!!

Animação da semana: O NASCIMENTO DE JESUS, UM CORDEL SOBRE O NATAL

          O blog Ao Pé da Letra quer finalizar a semana com uma animação diferente. Falamos em postagens anteriores da manifestação cultural que retrata, singularmente, a nossa história: A LITERATURA DE CORDEL. 
          O vídeo abaixo vai recontar, na forma de cordel, uma passagem bíblica que faz parte da nossa tradição religiosa ocidental - o Nascimento do menino Jesus.  
          
          Agora é só curtir!



Boa Semama e até o próximo vídeo!

 

Postado por Uiara Aimê

Literatura de Cordel - Um jeito diferente de contar histórias

            Nesta semana, queremos apresentar um tipo de leitura que ainda não havíamos falado aqui e que é de suma importância na formação da cultura de nosso país, sobretudo, de nossa região, o Nordeste. 
            Tem origem europeia e apenas teve seu apogeu no Brasil no século XX, devido ao atraso da chegada da imprensa por aqui. Estamos falando de um tipo de literatura que já foi, por muito tempo, vendida apenas em lojas de mercados populares ou pelas ruas, pendurada em barbantes com pregadores. Por conta dessa forma diferente de ser exposta passou a ser conhecida como LITERATURA DE CORDEL. 

Literatura de Cordel 

            São relatos orais e depois impressos em folhetos. É um gênero literário popular escrito frequentemente na forma rimada e também apresentam ilustrações por xilogravuras, uma técnica de desenhos na qual se utiliza madeira como matriz e possibilita a reprodução da imagem gravada sobre papel ou outro suporte adequado. Mas LITERATURA DE CORDEL é, principalmente, mais uma forma de manifestação artística e cultural que conta a história do povo para o próprio povo, utilizando de uma linguagem simples e carregada de emoções. É por essa razão, que a cada dia vem ganhando mais espaço e se tornando cada vez mais conhecida. 
              Para nos mostrar um pouco mais desse universo literário, temos abaixo a letra de um texto que faz parte do CD Literatura de Cordel, de Francisco Diniz.



Literatura de Cordel
É poesia popular,
É história contada em versos
Em estrofes a rimar,
Escrita em papel comum
Feita pra ler ou cantar.

A capa é em xilogravura,
Trabalho de artesão,
Que esculpe em madeira
Um desenho com ponção
Preparando a matriz
Pra fazer reprodução.

Mas pode ser um desenho,
Uma foto, uma pintura,
Cujo título, bem à mostra,
Resume a escritura.
É uma bela tradição,
Que exprime nossa cultura.

7 sílabas poéticas,
Cada verso deve ter
Pra ficar certo, bonito
E a métrica obedecer,
Pra evitar o pé quebrado
E a tradição manter.

Os folhetos de cordel,
Nas feiras eram vendidos,
Pendurados num cordão
Falando do acontecido,
De amor, luta e mistério,
De fé e do desassistido.

A minha literatura
De cordel é reflexão
Sobre a questão social
E orienta o cidadão
A valorizar a cultura
E também a educação.

Mas trata de outros temas:
Da luta do bem contra o mal,
Da crença do nosso povo,
Do hilário, coisa e tal
E você acha nas bancas
Por apenas um real.

O cordel é uma expressão
Da autêntica poesia
Do povo da minha terra
Que luta pra que um dia
Acabem a fome e miséria,
Haja paz e harmonia.

Postado por Uiara Aimê

LITERATURA DE CORDEL É USADA PELO INSS PARA ORIENTAR TRABALHADOR RURAL SOBRE APOSENTADORIA




O Instituto Nacional de Seguro  Social (INSS) e a Advocacia Geral da União ( AGU) lançaram na última quarta (30) em Garanhuns o Projeto Previdência em Cordel, executado pela Superintendência Regional do INSS no Nordeste e pela Procuradoria Regional do INSS em Recife.

O cordel chamado de A conversa com Zé Caboclo e com Mané Bento tem o objetivo de esclarecer de maneira acessível ao trabalhador rural as informações necessárias para a obtenção de benifícios pelo INSS. São abordados temas como a aposentadoria por idade, aposentadoria por tempo de contribuição, documentação necessária para requerer os benifícios, dentre outras dúvidas comuns ao homem do campo.

Considerando o elevado grau de analfabetismo em municípios com até 50 mil habitantes localizados no Nordeste, a cartilha foi transformada em literatura de cordel e está ajudando a população rural no combate a figura do atravessador, que tem dificultado o acesso dos agricultores aos benefícios previdenciários e assistenciais.

Fonte: Blog da  Previdência

Prêmio Jabuti


É até o dia 30 de junho, as inscrições podem ser feitas pelo site: www.premiojabuti.org.br 
A premiação vai selecionar as melhores obras inéditas e publicadas no Brasil em 2011.
As premiações variam de R$ 3,5 mil a R$ 35 mil
Tradutores, produtores gráficos, editores, ilustradores e autores podem participar.

Por Natália farias

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Meus Livros: Quando fui Outro - Fernando Pessoa



Em outra incursão na minhas estante que tem poucos, mas bons livvros, me deparei com uma coletânia da Obra de Ferrnando Pessoa.

"Quando Fui Outro" é uma  seleção dos poemas de Fernando Pessoa, organizada pelo escritor Luiz Ruffato, que garimpou dentre outros clássicos do mestre Português as cartas que o poeta enviava para sua namorada Ophélia.

Trata-se de uma tentativa de aproximar Fernando Pessoa do grande público através de um passeio pelos textos do poeta, passamos a conhecer um pouco da suas emoções  e da sua vida pessoa. A publicação é da Editora Alfaguara.


Fernando Pessoa nasceu em Lisboa em 1888. Aos 15 anos já revelava seu talento na escrita. Trabalhou em jornalismo, publicidade, no comércio e foi fundador da revista Orpheu, um marco no Modernismo Português.

Sua principal obra foi Mensagem, uma coletânea de poemas e o único livro publicado quando ainda estava vivo.

Ele morreu de complicações hepáticas em 1935 e não teve nenhum dos seus trabalhos reconhecidos em vida.

Fica então uma dia bacana para quem quer conhecer um pouco mais do universo do poeta Fernando Pessoa.



 Por Tyronilson Vasconcelos







segunda-feira, 28 de maio de 2012

Mais uma segunda-feira...
Por isso vamos ler uma mensagem para animar a semana,


"Nada na vida deve ser temido, apenas compreendido. Agora é hora de compreender mais, para temer menos."  
(Marie Curie)
Postado por Natália Farias

sábado, 26 de maio de 2012

PLUS DA SEMANA: Animação Stop motion.


               Falar de literatura é poder se deleitar em um universo de informações. É se deslumbrar com variados gêneros e manifestações da arte literária. É falar de poesia, drama, romance, aventura, conto... É conhecer o mundo. 

                Através do vídeo abaixo, seja bem vindo a este mergulho "ao pé da letra" de uma história que nos leva a reflexão de rito da passagem, do fim de um ciclo e o início de outro, com uma animação stop motion.

Obs.: Esta história não tem nenhuma associação com o conto de Machado de Assis.

A Cartomante 


Postado por Uiara Aimê

 

 

LIVROS ANDANTES


É isso mesmo que vocês estão vendo, este é um projeto que leva cultura e informação para a cidade de Amaraji, zona da mata de Pernambuco e é um burrinho todo colorido, que carrega os livros.
O projeto existe desde 2009 e é realizado com recursos do Funcultura Independente.

Quem quiser ver a matéria completinha sobre o projeto, feita pelo JC online é só seguir o link abaixo:

 
Postado por Natália Farias

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Ecos do Além



Olá pessoal, hoje tem mensagem,

"Em cada mente há uma porta que nunca foi aberta"  


(Ecos do Além)




Postado por Natália Farias

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Prêmio Camões 2012


É considerado o mais importante prêmio literário, para os autores da língua portuguesa.
Na segunda-feira 21/05 foi anunciado o premiado do ano: o escritor curitibano Dalton Trevisan 
atualmente com 86 anos, o autor que é conhecido pelos seus contos urbanos, violentos e sexuais.

Alguns de seus títulos:


E também a obra que deu o seu apelido literário:


"O VAMPIRO DE CURITIBA"

Postado por Natália Farias






segunda-feira, 21 de maio de 2012

Mensagem para o início da semana



Olá pessoal, ai vai uma mensagem pra começar a semana,



"A mente que se abre a uma nova idéia jamais volta ao seu tamanho original"
                                                                 

            Albert Eintein.



Postado por Natália Farias
"Nós somos o que fazemos repetidamente, a excelência não é um feito, e sim, um hábito."

(Aristóteles)


Postado por Natália Farias

domingo, 20 de maio de 2012

ESTAMOS DE CARA NOVA!


Dando continuidade ao Projeto do nosso blog sobre literatura, estamos com novidades em nosso visual!

Como tudo muda, resolvemos mudar também! Nossa página está com um visual mais clean para facilitar  a leitura e fazer com que você fique mais tempo conosco.

 Estreamos hoje também a nossa  logomarca , pensada e produzida por Weriston Rodrigues.

Pois é, entre e fique à vontade, confira nossas dicas de leitura e participe da nossa enquete.

Estamos  deixando nosso Blog mais bonito e agradável para que você se sinta em casa.

Boa leitura.

sábado, 19 de maio de 2012

VÍDEO: Cuidados com o livro.


Alguém me ensinou: é importante cuidar bem do livro.

Um dia recebi o livro de um amigo emprestado. Era um clássico da literatura brasileira que eu nunca havia lido. Apesar de ser bem antigo se encontrava em ótimo estado. Parecia até novo, mas já pertencia a essa pessoa há anos.  Curiosa, perguntei ao meu amigo como havia conservado tão bem aquele livro, pois até com uma leitura, questionei, pode desgastar. Ele riu. Em seguida me disse que os cuidados que o ajudavam a manter todos os seus livros com boa aparência eram bem simples e seriam os mesmos cuidados que ele iria repassar para mim para que eu pudesse ler o seu livro. Pediu que eu abrisse na primeira página. Lá se encontrava um papelzinho solto, uma espécie de minicartilha com todas as orientações para os que fossem ler aquela literatura. Achei muito engraçado. Pensei que ele estivesse brincando. Então, olhando para mim, disse: “Compre um livro hoje e adote esses cuidados. Você, um dia, poderá oferecê-lo ao filho que terá. O livro que está em suas mãos, por exemplo, foi de meu pai. Ele ganhou na época em que fazia faculdade. Hoje sou eu, seu filho, que estou na universidade. Essa lição passo agora para você, minha amiga.”.
Naquele dia, achei a atitude muito estranha. Considerei um cuidado exagerado. Imaginem! Quem iria, realmente, seguir as regras? Para vocês terem uma ideia, na cartilha pedia para que, durante a leitura, o livro tivesse uma abertura de no máximo 900, dizia também que as folhas não deveriam ser dobradas para que não ficassem as marcas das dobras, não devia ficar exposto ao sol, nem mesmo a um local muito úmido, não comer com o livro na mesa para não sujar. É claro que eu não iria sujar. E ainda, ao lado dessa dica, dizia que acidentes acontecem, mas podem ser evitados.
Tempos depois, em casa, arrumando umas coisas, lembrei-me do episódio. Decidi verificar como estavam os meus livros. Fiquei horrorizada. Algumas literaturas que havia comprado há mais ou menos um ano já estavam com o aspecto de velhas. Apresentavam orelhas, folhas amareladas e até rosadas, páginas soltas e se soltando. E os livros mais antigos, então, sem comentários. A conservação deles, simplesmente, não existia.  Vieram na memória as palavras do meu amigo, dos seus livros, da sua minicartilha e da lição de seu pai. Percebi a importância de tudo o que ele me disse naquele momento.
Hoje, através dessas linhas, compartilho com vocês uma lição que considero muito importante. Talvez pareça um absurdo, mas um livro é um amigo e precisa ser bem cuidado. Através de suas histórias viajamos o mundo, aprendemos coisas novas, conhecemos personagens que atravessam décadas. Uma boa leitura sempre nos convida a uma viagem, e nós, como bons leitores, também temos de fazer um convite aos livros: serem, visivelmente, novos por mais tempo.
Eu acho que aprendi a lição. Agora é a sua vez. E para ajudá-lo pensei no vídeo abaixo, pois dá dicas simples e interessantes de como manter seu livro bem conservado. São as mesmas dicas que um dia recebi e aqui relatei para vocês. Aproveitem.



Postado por Uiara Aimê